Regiões Celestiais - A Glória

                                       REGIÕES CELESTIAIS – A GLÓRIA

“E foi assim para que agora seja manifestada a multiforme sabedoria de Deus, por meio da igreja, aos principados e potestades nas regiões celestes (Ef 3:10).

     Vimos que as regiões celestiais é o ambiente onde o Senhor tem nos abençoado verdadeiramente com todas as bênçãos; é o lugar onde estamos assentados em Cristo. Das regiões celestiais são dados os comandos para que, na terra, a glória de Deus se manifeste e Seu nome seja glorificado. É impossível manifestar a glória do Senhor na sua plenitude e propósito, sem que estejamos habitando esse ambiente. Tudo começa nesta atmosfera. Embora estejamos de forma corpórea aqui na terra, a realidade de tudo o que há, é celestial.

     O apóstolo Paulo já havia falado sobre as bênçãos e o ambiente em que estamos assentados; agora ele fala novamente sobre as regiões celestiais serem o lugar da manifestação da glória de Deus. E é por meio da igreja, que essa glória é manifestada aos principados e potestades. Somente uma igreja que vive nesse ambiente pode expressar as infindáveis e insondáveis formas da sabedoria de Deus. A sabedoria de Deus não é apenas um atributo, é uma Pessoa, a pessoa de Cristo: “Para os que são chamados, porém, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus (I Co 1:24). A igreja santa é preparada para manifestar poderosamente a Pessoa de Cristo, e ser a Esposa, que é “ossos dos seus ossos e carne da sua carne”. Habitando nas regiões celestiais temos o poder para manifestar a vida de Cristo, nos ossos e na carne, ou seja, tanto internamente quando externamente, no caráter e também nas obras e fazer com que os principados e potestades percam totalmente o seu domínio. Quão essencial é entendermos o propósito para o qual fomos chamados; e quão longe ainda estamos de ser aquela que foi escolhida para tal feito. Que o Espírito Santo nos guie nessa maravilhosa jornada.

     Esse é o propósito dos santos em Cristo; expressar a Sabedoria de Deus; expressar a Pessoa de Cristo. Não nos deixemos enganar: A vitória não pode ser alcançada por nossas forças ou talentos, mas somente quando Cristo é manifestado através de nós, Sua igreja. Quando o Filho do Homem se levanta em nós, a glória pode ser vista e assim muitos são atraídos. Não se trata de nós, mas dele. Por isso Ele escolheu as coisas pequenas para confundir as grandes; as vis e desprezíveis e as que não são para confundir as que são a fim de que toda a glória seja por Ele e para Ele. Quanto menor formos, mais a glória será manifesta. O que fazemos, o fazemos porque a Vida dele habita em nós. Não estamos assentados simplesmente nas regiões celestiais, e sim, “assentados em Cristo, nas regiões celestiais”. Estar em Cristo é estar escondido “no esconderijo do Altíssimo”.

     Pela graça de Deus, Ele estabeleceu que a manifestação da Sua Glória se dá através da Igreja. Hoje ainda em parte, mas muito em breve, plenamente. Poderia ser por qualquer outra forma, mas a Igreja foi escolhida. O caminho foi inaugurado por Ele e, então, fomos chamados a estar nesse ambiente celestial. Que possamos sempre estar atentos para que nossas mentes não sejam confundidas e assim nos afastarmos da simplicidade de Cristo. Que seu glorioso propósito não seja obscurecido.

Estou zeloso de vós, com zelo de Deus. Tenho-vos preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo. Temo, porém, que, assim como a serpente enganou Eva com sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompida a vossa mente e se apartem da simplicidade que há em Cristo” (II Co 11:2-3).

     Nós já estamos assentados com Ele nas regiões celestiais. O desafio é se manter lá.

 

Pr Marcos Reis