O que é a glória? Quem pode ver o Senhor?

O QUE É A GLÓRIA? QUEM PODE VER O SENHOR?

“Os pecadores de Sião se assombram; o tremor surpreende os hipócritas. Quem dentre nós habitará com o fogo consumidor? Quem dentre nós habitará com as labaredas eternas? “ (Is 33:14).

     Ninguém jamais viu a Deus: “Ninguém jamais viu a Deus; o Filho Unigênito o revelou” (Jo 1:18). A glória de Deus é a pessoa do Seu Filho: “Vimos a Sua glória, a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e verdade” (Jo 1:14). Cristo é a imagem exata do Deus invisível (Cl 1:15). Todas as visões da glória de Deus no Antigo Testamento, por exemplo, são visões de Cristo. O Filho é a expressão da Glória de Deus.

     Quando João vê o Senhor na Sua glória, cai como morto, porque o princípio é muito claro: ninguém pode vê-lo e permanecer vivo. A Moisés Ele falou: “Não poderá ver a minha face, porque homem algum pode ver a minha face e viver” (Ex 33:20). Isaias, de si mesmo disse: “Ai de mim que vou perecendo... meus olhos virão o rei, o Senhor dos Exércitos” (Is 6:5). Um simples vislumbre da glória de Deus, consumiria tudo o que não tivesse a Sua própria natureza. Como pode um Deus tão glorioso querer se aproximar de nós sem que, ao mesmo tempo, nos consuma? Somente, nos fazendo semelhantes a Ele. Por isso, o propósito único do evangelho é nos fazer semelhantes ao Filho, que é a expressa imagem do Pai. O que não estiver embasado nisso, não é evangelho.

     Aí está o segredo: todos os homens um dia estarão diante do Deus Todo-Poderoso e todos os que não foram transformados à sua imagem e adquiriram a sua natureza, através do Filho, serão simplesmente aniquilados. Não se trata somente de juízo. É simplesmente impossível alguém que não tenha a natureza divina estar diante de tanta glória e ainda assim permanecer vivo. Tudo o que não for proveniente Dele simplesmente será consumido pelo fogo. Por isso a glória veio até nós, e deseja habitar plenamente. Não é o fogo do inferno que os homens maus temerão, mas a própria presença de Deus e do Cordeiro: “também o tal beberá do vinho da ira de Deus, preparado sem mistura, no cálice da sua ira. E será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro (Ap 14:10). Quem poderia estar diante da glória dele sem ser reduzido a nada? Só Ele resiste a Ele mesmo!

     Aqui cabe uma ilustração, que nem de longe, pode ser comparada à realidade, mas que pode nos ajudar: nós sabemos, por exemplo, que qualquer coisa que se aproximasse do Sol seria imediatamente consumida. Um planeta, seria desintegrado pela grandeza do brilho do Sol ao se aproximar mais do que o permitido. A única coisa que o sol não consome é ele mesmo. A bíblia fala que Deus é um fogo consumidor: “Pois o nosso Deus é um fogo consumidor” (Hb 13:20). Ninguém poderia chegar diante dele sem ser consumido. No entanto, o apóstolo João tem uma gloriosa visão de uma multidão em pé diante de um mar de vidro misturado com fogo. Estes são os que venceram: “E vi como que um mar de vidro misturado com fogo, e os que tinham vencido a besta e a sua imagem e o número do seu nome, estavam em pé, junto ao mar de vidro. Tinham as harpas de Deus” (Ap 15:2). Permaneceram de pé diante do fogo consumidor! Por que não foram consumidos pelo fogo do Senhor? Porque venceram! Vencer é ter a natureza de Deus. Somente estes chegam diante da Sua presença de fogo e não são consumidos. São como Mizael, Ananias e Azarias, os jovens amigos de Daniel: entram no fogo e nada acontece, porque são figuras daqueles que têm a vida de Deus em suas vidas.

     A Glória veio até nós! E nos dá a oportunidade de termos a vida de Deus em nós. Jamais poderíamos chegar diante Dele, por isso Ele nos encontrou. Mas a pergunta persiste: “Quem dentre nós habitará com Ele?” Creio que a simples expressão “dentre nós” faz com que entendamos que não serão todos que estarão aptos. Naquele Grande Dia, tudo o que for humano, seja bom ou ruim, bem ou mal, será consumido pelo fogo da glória de Deus. A verdade é esta, creiamos ou não: somente permanecerá aquilo que tiver a sua própria natureza. Jamais poderão ficar de pé diante dele, no mar de vidro misturado com fogo, aqueles que não tiverem a Sua própria natureza e não forem semelhantes a Ele. Quem poderá ver a glória do Senhor e permanecer vivo? Quem, dentre nós, habitará com as labaredas eternas? 

Pr Marcos Reis


RUA JOSÉ PINTO, 10 - SÃO BENTO - DUQUE DE CAXIAS - RJ