O Rei Está Voltando - Olhai Para Cima

 

                                                  O REI ESTÁ VOLTANDO - OLHAI PARA CIMA

“O Espírito e a Noiva dizem: VEM. Quem ouve diga: Vem. Quem tem sede, venha, e quem quiser, tome de graça da água da vida”(Ap 22:17)

     Falamos sobre a nossa necessidade de atentarmos e amarmos a Gloriosa volta do Senhor. Infelizmente a grande maioria não tem a mínima noção dos sinais da volta de Cristo e do estabelecimento manifesto do seu Reino Glorioso sobre toda a Terra. Jesus, em seu ministério terreno, especificou claramente para onde deveríamos olhar nos últimos dias:“Quando essas coisas começarem a acontecer, OLHAI PARA CIMA, e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima” (Lc 21:28). Vemos hoje um povo muito preocupado com as coisas da terra. É simplesmente impossível ter qualquer tipo de entendimento sobre o mundo vindouro se não estivermos vivendo em comunhão com o alto. O humilde conselho é: Atentemos para isso, pois estamos falando da sua eternidade, e o fato é, creiamos ou não, o tempo está acabando! O juízo virá!

     O estudo profético das Escrituras tem sido há muito tempo negligenciado. Profecia fala de futuro e no geral, a igreja se tornou muito imediatista, muito focada no presente. Se o Senhor não faz algo no presente, nos impacientamos; queremos respostas a todo o tempo. Muda-se de congregação como se muda de roupa hoje em dia, em busca de uma palavra que satisfaça a necessidade dos nossos ouvidos. Há duas características muito fortes sobre a postura da Igreja do Senhor nos últimos dias: a primeira é um derramamento tremendo do Espírito Santo, sobre filhos, jovens, velhos... e a outra, triste é exatamente o contrário: Um afastamento de muitos que simplesmente não aceitarão o evangelho verdadeiro, a sã doutrina. Joel fala de um derramamento do Espírito (Jl 2:28) e Paulo, falando a Timóteo, fala de uma apostasia, de um afastamento por não suportarem a verdadeira Palavra de Deus e buscarem os seus próprios “mestres”. Pessoas que buscam ouvir aquilo que satisfaz os seus próprios desejos... (II Tm 4:3). Dois cenários para o mesmo tempo. Aprendemos então, que nesses últimos dias, Deus estará separando o frio e o quente. Não haverá mais “mornos” no seio da Igreja do Senhor! Quem tem ouvidos ouça! Ou seremos extremamente transformados pelo poder o Espírito Santo, ou esse mesmo Espírito Santo vai constranger de tal maneira que muitos simplesmente não conseguirão mais ficar na Sua presença devido ao seu estilo de vida.

     O reino do Senhor é real. O julgamento é certo. Primeiro o tribunal de Cristo: “Mas tu, porque julgas a seu irmão? Pois todos havemos de comparecer ao tribunal de Cristo. Está escrito: Pela minha vida, diz o Senhor: Todo joelho se dobrará diante de mim, e toda a língua confessará a Deus. De modo que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus” (Rm 14:10-12). Ou ainda: “Pois já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes a Deus?” (I Pe 4:17). Deus não vai julgar o mundo primeiro: Não! Primeiro é a Sua Casa! Esse é o Tribunal de Cristo! Um acontecimento glorioso imediato à Sua Volta Gloriosa! Mortos ressuscitarão, santos serão arrebatados, e juntos com Cristo, reinarão por 1.000 anos nessa terra em justiça, glória e total santidade! Você sinceramente acha que o modo de vida que muitos levam, capacitará a entrada no Reino? Definitivamente não! Será um tempo de tristeza extrema quando muitos ficarão de fora! Quem quiser, tome de graça da água da vida! Um estudo mínimo das Escrituras pode comprovar claramente isso!

     Por fim, após os 1000 anos, todos os mortos, grande e pequenos, ressuscitarão (Ap20:11:15) para serem julgados no Tribunal do Grande Trono Branco. Darão conta a Deus, cada um segundo às suas obras. Da presença daquele que está assentado no trono, fugirão a terra e o céu... O mar, a Morte, o Hades, entregarão os seus mortos, Enfim, os livros e o Livro da Vida serão abertos! Nem um mínimo pensamento estará escondido daquele que vive e reina para todo o sempre. Que Deus os abençoe!

Pr Marcos Reis