Os Dias de Ló - Noé Entrou Ló Saiu

            OS DIAS DE LÓ – NOÉ ENTROU COM TUDO, LÓ SAIU SEM NADA

“Como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do Homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os destruiu todos. A mesma coisa aconteceu nos dias de Ló. Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e construíam. No dia porém que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre e os destruiu a todos” (Lc 17:27-29). 

     Interessante Jesus traçar esse paralelo entre os dias de Noé e de Ló, pois sabemos que, cronologicamente, trata-se de épocas especificamente distintas. O que nos parece é que Jesus está, ao mesmo tempo nos ensinando que os dias seriam difíceis, e que também nos adverte sobre qual deve ser a nossa posição em relação a esse tempo. Enquanto Noé agiu de um jeito, Ló agiu de outro. 

     Deus disse a Nóe: “Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque és justo diante de mim nesta geração” (Gn 7:1). Nenhum dos seus ficou de fora. “Noé entrou com sua esposa, seus filhos e as mulheres dos seus filhos na arca por causa das águas do Dilúvio” (Gn 7:7). Noé ENTROU na arca com tudo o que tinha: Mulher, filhos e noras. Já Ló, não conseguiu convencer os seus genros e sabemos o fim de sua esposa. Enquanto Noé entra com tudo, Ló sai sem esposa e com filhas cujas alianças foram quebradas.

     Noé, desde que ouviu a voz do Senhor, atentou para isso. Mesmo que o clima externo não denunciasse a chuva que viria; ele tinha a fé firmada na Palavra que ouviu do Senhor. Ló, ao contrário, foi traído exatamente pela visão das coisas terrenas. Por isso, vemos que Noé entra e Ló sai. A diferença entre Noé e Ló é clara: Um foca na Palavra que recebeu, outro, mesmo que tenha sido inserido na Palavra, é traído, pelo encantamento com os prazeres do sistema desse mundo. Embora o mundo seja o mesmo para os dois, a atitude de cada um é radicalmente diferente.

     Noé entrou na arca que é uma tipologia clara do nosso Senhor Jesus Cristo. Quem está Nele está seguro! Quem está Nele não sofre o juízo, porque Ele já nos justificou. Quando o juízo veio, Noé passou por ele, porque estava protegido EM Cristo. Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação (II Co 5:17-18). Noé representa aqueles que estão na terra, depois do juízo, na reconstrução dela. Os novos céus e a nova terra, são para aqueles que passam e vencem o juízo. E a vitória que vence o mundo é a nossa fé (I Jo 5:4).

     Ló escolheu o fácil, “edificou” com materiais que não suportariam o fogo. Foi traído pelos seus bens. “Ao que tem será dado, e ao que não tem, até o que tem lhe será tirado” (Mt 13:12). Amados irmãos! Estamos hoje no tempo de ENTRAR. Estamos sendo diariamente avisados, a todo o instante, sendo convidados a estar Nele, em Cristo. O Pai nos avisou claramente na segunda carta do Apóstolo Pedro, a respeito dos juízos que a terra enfrentaria e da forma como muitos vão se posicionar quanto a isso:

     "Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste. Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz” (II Pe 3:3-14)

     Um juízo pela água, que nos permitiu ENTRAR em Cristo, a fim de que Ele, sofresse toda a penalidade do pecado sobre si e nos estabelecesse como esse povo que herdará, assim como Noé, novos céus e nova terra; e outro vem pelo fogo. Para os filhos que não entraram verdadeiramente, a solução será sair sem receber absolutamente nada, sem direito de adentrar ao Reino Vindouro.

Pr Marcos Reis