Família - Deus é o nosso Aba Pai

                                     FAMÍLIA – DEUS É O NOSSO ABA PAI

 

“E porque sois filhos, Deus enviou o Espírito do Seu Filho para habitar em vossos corações, e ele clama: Aba Pai”” (Gl 4:6)

     Aba Pai é uma expressão simplesmente maravilhosa! É o equivalente ao que conhecemos como “papai” ou “paizinho”. Mais do que qualquer coisa que pensemos ou imaginemos sobre quem é Deus para nós, precisamos entender que Ele é o Nosso Pai. É assim que a oração que Jesus nos ensinou começa: “Pai nosso”. Há um problema em relação às visões extremas da pessoa de Deus; de um lado, muitos têm uma visão de um Deus que somente nos vigia para punir os nossos erros; no outro, Deus é um ser tão bondoso, que no final das contas vai presentear todos a sua volta, independente do que fizemos com a nossa vida. Definitivamente sabemos que estes extremos não refletem a realidade do Eterno: Ele é Pai.

     Um pai na terra liderado pelo Espírito Santo, é a figura de Deus, espelhada na nossa família. Pais são provedores, ensinam, exercem sacerdócio, dão destino aos seus filhos e amam incondicionalmente. Pais não vigiam os filhos somente para os punir, nem muito menos presenteiam sob quaisquer circunstâncias. Exercem autoridade, disciplina, exortam porque querem ver os filhos cumprindo suas carreiras. Tudo isso feito com amor. Ferir a paternidade terrena tem sido uma das maiores armas do inimigo para afastar as pessoas de Deus; para os fazerem perderem a referência da paternidade celestial. Não temos dúvida que por causa disso, existem muitos filhos que não conseguem mais chamar Deus de Pai!

     Pais devem ser modelos para os seus filhos, são os seus heróis. Qualquer filho quer ser igual ao pai quando pequeno. Esse é o anseio natural de um filho quando nasce. Talvez seja por isso que Jesus disse que das crianças é o reino dos céus: toda criança deseja ser igual ao pai, e o reino dos céus é exatamente isso: transformarmos à imagem do nosso Pai na figura de Cristo.  O ponto crucial é que, à medida que o tempo passa, muitos filhos passam a não ver mais no pai a figura de modelo estabelecido e, infelizmente, deixam de desejar ser igual a ele. Pronto: paternidade terrena ferida. Quando ouvirem que Deus é Pai e quer nos tornar semelhantes a Ele, através do Seu Filho, terão dificuldade de entender a paternidade celestial.

     O Senhor quer e vai curar esta área na vida dos Seus filhos. A paternidade está sendo curada! O modelo de Deus está sendo restabelecido através da cura das famílias. Deus é o nosso Pai. O Pai Nosso que está nos Céus. Um pai que ama incondicionalmente; que dirige as nossas vidas, nos dando destino; que corrige os rumos nos disciplinando quando necessário; que se alegra profundamente quando vencemos; que provê todas as nossas necessidades sem que necessitemos pedir a Ele. Se queremos saber como deveria ser o modelo terreno de um pai, não temos mais dúvidas!

     É verdade que as famílias foram feridas nesta e em muitas outras áreas; mas também é verdade que, em Cristo, todas as coisas estão sendo colocadas no lugar. É chegado o reino dos céus. O Pai está no controle de tudo. Nós, na direção e plenitude do Espírito Santo, busquemos como pais, nos conformar à Pessoa de Cristo para que possamos exercer na vida dos nossos filhos a paternidade; assim estaremos evidenciando a vida do próprio Deus a cada um deles. Já os filhos, saibam que existe um Deus no céu que é, acima de tudo, Pai nosso! Que nos submetamos a esta paternidade dos céus para que, na terra, possamos exercer o modelo para o qual fomos chamados. Deus nos abençoe.

Pr Marcos Reis