Os sinais do Reino - A Pressa

                       

                                             OS SINAIS DO REINO - A PRESSA

Quando Maria ouviu isso, levantou-se depressa e foi encontrar-se com Jesus” (Jo 11:29)

     É muito comum pessoas se posicionarem com uma certa desconfiança, quando se fala sobre a necessidade de se apressar no que diz respeito às coisas relativas ao Senhor. Até mesmo há uma certa crítica às pessoas que se apressam. Dizem: “Não é necessário, Deus não quer isso”! O fato é que, graças ao Senhor, muitos têm tido pressa em entender as coisas de Deus: O tempo em que vivemos; buscar a presença de Deus; conhecer sobre a Sua Gloriosa Volta; se preparar para essa volta; pregar a palavra gloriosa do reino de Deus. Estão apressados por Deus! Ironicamente, vivemos num mundo que vive a cada dia com mais pressa das coisas seculares. O quadro é muito claro: Menos pressa para as coisas de Deus e mais pressa para as coisas do mundo.

     Qual seria a vontade de Deus? Que nos apressássemos ou não? Vamos analisar dois casos muito específicos na Palavra. Ambos os casos tratam de uma visita do Senhor para julgar uma situação em desacordo com Sua Vontade. Em Gênesis 18, O Senhor sai com dois anjos em direção à Sodoma e Gomorra. No caminho, Deus visita a Abraão que, com pressa, oferece ao Senhor e aos anjos a sua devoção e obediência. “Abraão se apressou em ir ter com Sara na tenda e lhe disse: Amassa depressa, três medidas de flor de farinha e faze bolos. Então, ele correu ao rebanho, tomou um bezerro tenro e bom e deu-o ao seu criado, que se apressou em prepará-lo” (Gn 18:6-7). Definitivamente, toda a casa, com pressa em agradar a Deus. Também vemos em I Sm 25: Davi, uma figura de Cristo, vai julgar a loucura de Nabal, que negou a Ele aquilo que Ele precisava, quando Abigail, esposa de Nabal, se levanta, como uma figura clara, da igreja que ama o Senhor e se apressa. “Abigail se apressou...” (I Sm 25:18); “Vendo Abigail a Davi, se apressou... (I Sm 25:23) e “Abigail se apressou levantou-se o montou num jumento... Davi a recebeu por mulher” (I Sm 25:42).

     Nesses textos, Abraão e Abigail, são usados como exemplos daqueles que se apressaram em buscar agradar ao Senhor. Os dois intercedem ao Rei, pois sabem que ele está vindo executar juízo e gloriosamente são, ambos, visitados pelo Senhor de uma forma maravilhosa. Abraão é aquele sobre o qual as bênçãos são derramadas e por pai de nações é estabelecido; Abigail é a figura gloriosa da Esposa do Cordeiro, daquela que foi tomada por sua mulher. Se apressaram, estabeleceram esse encontro como suas prioridades.

     Meu amado irmão! Talvez você esteja pensando: Eu posso fazer amanhã! Ainda não chegou a hora! Deixe-me resolver minhas coisas primeiro. O problema é que você não está entendendo que o Senhor está levantando um povo que tem pressa por Ele, e tem posicionado sua vida em buscá-lo com todo o coração e todas as suas forças. “Como a corça anseia pelas águas, assim a minha alma suspira por Ti, Oh Deus!” (Sl 42:1).

     O Senhor está edificando o Seu povo para Si mesmo. Ele está voltando para consumar o casamento à vista de todas as nações dessa terra e também para executar juízo sobre os que vivem dissolutamente. Quando Eliezer vai buscar Rebeca a mando de Abraão para que fosse a esposa do seu filho Isaque, Rebeca se posiciona igualmente com pressa: “E ela, apressadamente, abaixou o seu cântaro do ombro e disse” (Gn 24:46).

     Quando Maria ouve que Jesus estava voltando para Betânia, apressadamente sai ao seu encontro. Não tenho dúvidas: O Senhor está nos orientando a apressar-se em direção a Ele.

     O amor e a misericórdia do Senhor Jesus são inimagináveis. Ele nos ama muito. Por que não temos tanta pressa em viver conforme esse amor, da mesma forma que nos apressamos pelos nossos próprios objetivos? Minha oração é que eu seja absorvido a cada dia por uma pressa em ser intimamente ligado a Ele e Ele a mim. Que você possa desejar ter também essa pressa por Ele. Deus os abençoe!

Pr Marcos Reis