O Secreto e o Público - Palavra

                                            O SECRETO E O PÚBLICO – PALAVRA

“Não se afaste da sua boca o livro dessa lei; medita nele dia e noite para que tenhais cuidado de fazer conforme tudo o que nele está escrito. Então farás prosperar o teu caminho e serás bem sucedido.” (Js 1:8)

     Deus precisava fazer o povo atravessar o Jordão para tomar posse da vida que Ele tinha preparado na terra de Canaã. Depois de sair do Egito e peregrinar por 40 anos no deserto a plenitude estava ali. Pertinho. Era preciso atravessar o Jordão e tomar posse da benção. Canaã é uma clara tipologia das riquezas insondáveis de Cristo, do seu reino, da sua glória. Eis aí um grande ponto a ser observado para a nossa carreira cristã hoje em dia: Deus fez a obra de salvação na cruz através de Cristo, então por que muitos não vivem de acordo com essa benção? Por que ainda não há de fato essa expressão da Glória do Senhor na vida de muitos? A resposta é que precisamos aprender a tomar posse da promessa. E como tomamos posse? Através de duas coisas: Atitude e Vida na Palavra. Essa é a nossa necessidade. A falta de conhecimento da Palavra está simplesmente afastando o povo de Deus da plenitude que Ele tem separado para os seus filhos. Deus disse a Josué para se esforçar e ter bom ânimo e para que houvesse meditação na Palavra. Dia e noite!

     O mesmo que falamos sobre oração: Você conhece alguém que lê e estuda a Bíblia 24 horas por dia? Seria possível, tendo tantos afazeres no nosso dia a dia? Então o que é que Deus está falando para o seu filho Josué a respeito da meditação dia e noite? A resposta é: Estilo de Vida. Uma vida de amor à Palavra.

     Vejo muitos dizerem que não conseguem ler, não tem tempo, não conseguem meditar. Muitos têm a experiência do Salmo 91, aberto como um talismã em suas casas, mas definitivamente não é isso que o Senhor está falando. Precisamos ser sinceros: Se amamos algo, nós daremos um jeito de ficar perto daquilo que amamos. Se não estamos perto da Palavra é porque realmente tem nos faltado amor por ela. Os que podem, verdadeiramente, dizer que amam a Palavra, estarão sempre próximos dela. 

     A verdade é que a grande razão, quando vemos o modernismo evangélico não amando tanto a Palavra, é que a Palavra de Deus fala aquilo que queremos e o que não queremos. É um livro que é agradável ao paladar, mas pode ser amargo no ventre (Ap 10:9 – leia), ou seja exige de nós mudanças. Faz o nosso estômago embrulhar e colocar para fora o que não presta na nossa vida. Imaginemos como todos nós seríamos se olhássemos para as correções da Palavra da mesma forma que olhamos para as promessas? Nunca vi ninguém deixar a Bíblia aberta em textos como: “Sede santos por que Eu sou Santo”, ou ainda “Quem quiser vir após mim, negue-se a sim mesmo, tome a sua cruz e me siga”. Somos tendenciados a olhar para a Palavra e “escolher” aquilo que nos interessa. João recebe do Senhor a instrução de comer o livro inteiro. Devemos amar TODA a Palavra de Deus e não somente o que nos interessa. Talvez essa seja a grande dificuldade da Igreja em manifestar de verdade no público a glória de Deus. Não querem comer o livro inteiro. 

     Se queremos de fato atravessar o Jordão e tomar posse do Reino; se queremos viver uma vida em total plenitude das riquezas insondáveis de Cristo; se queremos entrar no reino e não apenas vê-lo de longe; ou ainda, se queremos sair da “normalidade” de um evangelho que vive na média, e que não causa diferença no mundo, precisamos viver a realidade da Palavra. Pensar nela, meditar, amar, conhecer, viver, dia e noite. Quantos podem como o salmista, dizer: “Quanto amo a tua Lei. Nela medito o dia todo” (Sl 119:97)

     Nossa vida no secreto com a Palavra, vai definir o raio de nossa influência no público! Deus nos abençoe!

 

Pr Marcos Reis