Os sinais do Reino - Autoridade

                                              OS SINAIS DO REINO - AUTORIDADE 

"Estes sinais hão de seguir os que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; quando beberem alguma coisa mortífera, ela não lhes fará mal algum; imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão." (Mc 16:17-18)

     Esse é um ponto tremendamente importante e muitas das vezes controverso na vida da igreja de Cristo: Ele nos comissionou para realizar obras no Seu nome. É claro que já ouvimos muitas vezes que o SER é mais importante do que o FAZER, dando ênfase ao caráter ser mais importante do que o exterior. Isso é uma verdade. Deus não se importa com o que fazemos, se isto não for fruto verdadeiro daquilo que somos. Por isso, "boas obras" não podem salvar. Atitudes não podem salvar ninguém da perdição, mas o caráter e a vida de Deus implantados dentro de nós, através do Seu Filho. Porém, por outro lado, não é verdadeira a interpretação que o SER nos exime do FAZER, ou seja, Deus nos chamou para sermos pessoas de caráter, e, uma vez que as obras não podem salvar, não precisamos fazer nada. Absolutamente não! Um ser transformado tem que levar à pratica das boas obras. O apóstolo Paulo explica isso magistralmente em sua carta aos efésios: "Pela graça sois salvos, mediante a fé, e isso não vem de vós é dom de Deus, não vem pelas obras para que ninguém se glorie. Pois somos feituras suas, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas." (Ef 2:8-10). Maravilhoso! Não é PELAS obras, mas PARA as obras. Se o fazer não nos salva; o ser não nos isenta de praticarmos as boas obras. 

     E que obras são estas? "Em verdade em verdade vos digo, que aquele que crê em mim, também fará as obras que eu faço. E as farás maiores que estas, porque eu vou para o Pai" (Jo 14:12). As obras que glorificam o Pai; as obras que Jesus fazia demonstrando a realidade do reino dos céus! Nós somos chamados para FAZER as obras de Deus! Somos comissionados, temos autoridade para isso, em nome de Jesus! Jesus continua dizendo que "fará tudo o que pedirmos em nome dele, para que o Pai seja glorificado no Filho" (Jo 14:13). Como é fácil sair do contexto e reivindicar que Jesus atenda as nossas vontades! Mas Ele está falando num contexto muito claro: o de realizar as obras de Deus. Tudo que pedirmos a Ele, dentro dessa realidade, Ele nos fará. Isso é poderoso demais. Ele continua curando, expulsando demônios, transformando vidas, porém agora, o faz, mediante à obediência dos seus filhos!

     Como filhos de Deus, nascidos em Cristo, da água e do Espírito, somos totalmente dependentes dele. "Sem mim nada podeis fazer", disse Jesus. Ele é soberano, Todo Poderoso, a fonte de todo o poder e autoridade. Não devemos, no entanto, esquecer que o Senhor Jesus nos mandou fazer as obras dele em Seu nome: expulsar os demônios; curar os enfermos; pregar o evangelho. Imagine nós chegando diante de um demônio e pedindo a Jesus que o expulse... Foi isso que Ele nos ensinou? Definitivamente não! Ele nos diria: Expulse você em meu nome! Você tem autoridade para isso! "Em nome de Jesus, saia". Não teríamos a mínima autoridade sem o uso do nome do Senhor Jesus! É Ele que tem o poder! É diante dele, e não diante de nós, que o inferno inteiro estremece! Somos apenas seus trabalhadores. Temos que entender que não se trata da nossa capacidade. Não se trata de nós, mas de Cristo! Não se trata de sermos beneficiados, mas da vontade de Deus em libertar os cativos de demônios, enfermidades, e todo o tipo de maldade! Somos o Corpo de Cristo. Não há outra forma de Cristo se manifestar na Terra, a não ser pela igreja. "E foi assim, para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus, seja conhecida dos principados e potestades, nas regiões celestiais" (Ef 3:10). Nós fomos chamados para fazer as obras de Deus. Não fazer é não entender o evangelho como pregado por Jesus e pelos apóstolos. 

     Saiamos, curando os enfermos, expulsando os demônios, pregando o evangelho. Não esperemos por ministérios que façam isso. A ordem é para todos, caso contrário, não seria no nome de Jesus, mas no nome de algum ministério ou "homem poderoso". Não se trata de títulos humanos, mas do poder de Deus através de Cristo. Temos autoridade para isso. À medida que fazemos, mais poder virá do Senhor. Deus nos chama para manifestarmos o reino dos céus onde formos, na autoridade no nome de Jesus, e da vida dele que em nós habita. Deus nos abençoe! 

Pr Marcos Reis