Humildade - A maior marca da Esposa

                          HUMILDADE – A MAIOR MARCA DA ESPOSA

“Bem-aventurados os humildes, pois herdarão a terra” (Mt 5:5)

"Ela se levantou, inclinou-se com o rosto em terra e disse: Eis aqui a tua serva, pronta para servir-te e lavar os pés dos servos do meu senhor. Abigail se apressou, levantou-se e montou num jumento. Acompanhada por suas cinco moças, seguiu os mensageiros da Davi, que a recebeu por mulher" (I Sm 25:41-42)

     O Reino dos céus não se manifesta como os reinos desse mundo. É totalmente o avesso daquilo que conhecemos no mundo de hoje. Não se pode entender o Reino dos céus com base nos governos desse mundo. No sistema de governo dessa era, os mais poderosos e importantes têm a preeminência, ocupam os melhores lugares, recebem as mais variadas honras à vista de todos; o reino dos céus é um reino diferente, é celestial, procede dos céus, onde a humildade e o amor são as principais características. O verdadeiro poder se expressa através da humildade e do amor. O Pai tem, nesses últimos dias, nos despertado para essa importante realidade: a humildade. A todos os que entenderem, essa realidade, a necessidade de se humilhar, de se entregar a esse caminho, será dada ampla entrada nesse reino.

     Todos os grandes da Bíblia que exerceram poder na presença de Deus começaram e terminaram a sua carreira debaixo de humildade. O Pai está nos chamando para trilhar esse importante caminho. Humildade é o esvaziamento total das capacidades humanas, o reconhecimento pessoal de nossa total incapacidade e pequenez, é uma vida na dependência integral de Deus. Não se trata de Deus nos usar com algum talento; ao contrário, é a total retirada de “tudo de bom” que pode haver em nós, para que somente Ele seja tudo em nós. É reconhecermos essa verdade claramente. Antes de nos colocar, como igreja, reis e sacerdotes, nas posições de autoridade espiritual que Ele tem para nós, precisa nos levar à condição total de humilhação.

     Foi assim com José, traído, caluniado, preso; com Moisés que trocou o palácio do Egito por um deserto na presença de Deus; com Rute, que colhia das sobras; com Davi, que mesmo já ungido, ainda era perseguido por Saul, e traído por muitos a sua volta; com Abigail, que se humilha e se dispõe a “lavar os pés dos servos”. Tantos exemplos poderiam ser dados! Todos estes e muitos outros, reconheceram que não eram nada, e só assim, Deus pôde os usar. Nosso Rei Jesus, o mais humilde de todos, que se esvaziou de uma glória que é impossível de se expressar em palavras, assumindo a forma de servo, sendo obediente em tudo. Não há um único exemplo na Bíblia de alguém que agradou ao Senhor sem passar por esse caminho da humildade.

     Infelizmente, vemos muitos hoje, que ainda não entendem essa importante realidade. Num cenário de necessidade de sucessos e realizações, de conquistas e glórias humanas; muitos têm esquecido de que absolutamente tudo nesse reino do Senhor, começa com humildade. O Pai nos levará ao caminho da humilhação para que assim possa ser glorificado em nós. Caberá a nós, nos submetermos ou não, como uma mulher, ou seja, uma igreja submissa ao amor do marido, ou seja, do Cristo, que está nos lavando a cada dia com Sua Palavra.

     O Reino de Cristo não começa com uma coroa, mas com uma toalha nas mãos. Não começa no trono, mas numa manjedoura. É no rio Jordão, que significa "aquele que desce" que a voz do céu é ouvida em total aprovação daquele que se desceu aquelas águas. Ele lavou os pés dos seus discípulos, se humilhou, se colocou na condição de escravo da casa, de servo de todos os irmãos, por isso Deus o exaltou sobremaneira acima de tudo o que se pode imaginar, nos céus e na terra. Ele nos disse que, assim como Ele fez, nós também devemos fazer. Quando Abigail se colocou na posição de lavar os pés dos servos, não sabia, mas estava profetizando o que Cristo realmente espera daquela que será Sua Esposa e reinará com Ele em Jerusalém: humildade total. Se colocou na posição de lavar os pés dos servos; o Rei a exaltou à condição de Esposa. 

     Há um chamado claro para que trilhemos essa carreira. Todos os grandes e poderosos aos seus próprios olhos cairão. Nossos olhos verão isso, mais cedo ou mais tarde. No fim, somente aqueles que “não são” ficarão de pé, para a glória de Deus. Nesse reino que procede dos céus, a Cidade não é construída nesse plano terreno, mas nos céus. No reino dos céus, nos levantamos exatamente quando nos humilhamos; Abigail, "se levantou e inclinou-se com o rosto em terra", seguiu as instruções dos mensageiros de Davi, apressadamente, que a levaram para o lugar de intimidade com o Rei, à condição de Sua Esposa gloriosa. Igualmente hoje, Cristo tem seus mensageiros. Um mensageiro real de Cristo é facilmente identificado: É aquele que te leva para a presença dele, aquele que te ajuda a chegar à condição de Esposa, que te indica o caminho da humildade.  

     Que o Espírito Santo possa, com a doçura tremenda que só Ele tem, nos convencer a seguir essa importante estrada da humildade. Que possamos reconhecer quem nós somos de verdade. Não somos nada e Ele é tudo.

Pr Marcos Reis