Escola Ministerial VER

 

Escola Ministerial - V E R

 

Visão Celestial

Edificação da Igreja

Reino dos Céus

 

Pr Marcos Reis

 

 “Jesus ouviu que o tinham expulsado e, quando o encontrou, perguntou: Crês tu no Filho do Homem? Perguntou o homem, quem é Ele, Senhor, para que eu nele creia? Jesus disse: Tu já o VISTE, e é aquele que fala contigo. Disse o homem: Creio Senhor, e o adorou. Disse Jesus: Eu vim a esse mundo para juízo, a fim de que os que não VEEM VEJAM, e os que VEEM se tornem cegos. (Jo 9:35-39)

       A nossa geração está tendo a oportunidade de VER o último despertar da Igreja do Senhor. É o último despertar da Igreja, adormecida na religiosidade, para a realidade do Reino dos Céus. Jesus ia passando e VIU um cego de nascença. O desejo de Cristo é despertar-nos para que como Igreja recebamos exatamente a sua visão, e como Corpo de Cristo, manifestemos as obras de Deus. Foi para que as obras de Deus se manifestassem nele, que o cego foi curado. A obra deve ser feita enquanto é dia, a noite vem e ninguém poderá trabalhar. O cuspe, aquilo que procedeu da boca do próprio Deus encarnado misturado com a terra, ou seja a manifestação dos filhos que já vivem o Reino e tem a vida de Deus dentro de si, será o instrumento de cura da cegueira da nossa geração. Nós Nele e Ele em nós!

       Em primeiro momento, o homem curado relata que “um homem chamado Jesus” o curou; depois o reconhece como “profeta”; para depois, finalmente, o reconhecer como o Filho de Deus, procedente de Deus. “Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo” esse é o fundamento que Pedro reconheceu e Jesus disse que seria posto como Edificação da Igreja. Mais que Jesus o homem; mais que Jesus o profeta, mais que o Jesus das bênçãos da prosperidade, da cura, ou de qualquer outra coisa, somos edificados sobre o fundamento do Cristo, o Filho do Deus Vivo. “Quem dizem os homens que eu Sou? Vejamos que, para o Senhor Jesus, essa questão é do seu profundo interesse. É sobre essa base que o Reino dos Céus é manifestado.

       Quem reconhecesse que Ele era o Filho de Deus seria expulso da estrutura religiosa, da sinagoga, o que acabou acontecendo com o homem. Da mesma forma, entendemos que o Reino de Deus, tendo como fundamento o Cristo Filho do Deus Vivo, não pode ser retido dentro da estrutura religiosa. O que Deus vai fazer nessa geração é edificar uma Igreja sem precedentes, moldada a Cristo, numa estrutura celestial.   

     Somos filhos de Deus, que por sua misericórdia, somos despertados a entender VISÃO CELESTIAL do seu chamado eterno: sermos conformados à imagem de Cristo, seu Filho. Ele é a pedra principal, chamando para si outras pedras vivas a fim de que, Cristo e a Igreja, seja a Casa do Pai, estabelecida como o lugar do seu repouso, prazer, descanso, testemunho e glória. Necessitamos ser cheios do Espírito Santo, para que possamos ser guiados e sustentados por Ele em direção às suas riquezas insondáveis.  Somos gratos pela vida eterna, que foi nos dada pela graça, com a morte e ressurreição de Cristo na cruz e por isso cremos na promessa de Cristo em EDIFICAR A SUA IGREJA, levando-a igualmente à morte e ressurreição na cruz. Sendo esvaziada de si mesmo através da lavagem da água pela Palavra, Sua Esposa, manifesta o Novo Homem da Nova Criação, Cabeça e Corpo alinhados estabelecendo o seu REINO SACERDOTAL, em realidade e manifestação.

      Deus não pediu absolutamente nada ao povo que estava cativo no Egito, no entanto, para a entrada na terra prometida, Josué foi chamado a se esforçar. Não num esforço humano, mas numa dedicação à Palavra sob a liderança do próprio Senhor. “Esforça-te... Eu serei contigo”. Infelizmente não estamos acostumados a ouvir essa mensagem e pode parecer diferente no princípio. Não desfaleçamos, precisamos estar abertos para toda a realidade da Bíblia e não parte dela... A Palavra fala da vida eterna e do reino dos céus. De Jesus como Salvador e também Senhor. Da salvação pelo sangue do Cordeiro na cruz do Calvário e também da chamada de cada um de nós para segui-lo tomando a nossa cruz.  A graça não exclui a nossa responsabilidade. O amor e a misericórdia não excluem a necessidade de vida santa. A Igreja é salva, inicia seu caminhar na fé, mas precisa também ser edificada, crescer na graça e no conhecimento. Somos chamados, mas temos uma carreira para correr. Esquecer dos dois “gumes” da espada é pegar somente parte, e não todo o evangelho. 

      Assim como Jesus, ao falar da necessidade de tomarmos a nossa cruz, usou a expressão “quem quiser”; ao contrário do chamado à salvação, o reino dos céus é uma atitude onde o homem precisa responder. Jesus disse que o reino dos céus é “tomado por esforço”. Somente essa expressão já é suficiente para diferenciar o chamado e a plenitude, pois sabemos que nenhum esforço humano é capaz de nos livrar da ira de Deus, a não ser, o amor de Deus, manifestado pelo sacrifício de Cristo na cruz. “Pela graça sois salvos” (Ef 2:8-9).

A Lei e os profetas duraram até João. Desde então é anunciado o Reino de Deus, e todo homem usa força para entrar nele” (Lc 16:16).

“Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos céus é tomado à força, e pela força apoderam-se dele” (Mt 11:11-12)

“Perguntou-lhe Jesus: Que queres que te faça? O cego lhe respondeu, Rabi, eu quero VER     (Mc 10:51)

       O Reino dos Céus, na essência foi inaugurado com vinda de Jesus à Terra. A vida de  Cristo em nós que somos o seu templo, Seu caráter implantado, a expressão de Cristo em realidade na vida da Igreja, como uma igreja que tem Cristo revelado e caminha em direção ao “Cristo plenamente formado em nós” (Gl 4:19) através da vida do Espírito Santo. Um reino em realidade que há de se manifestar com a Sua volta. Cabeça e Corpo alinhados. As bodas do Cordeiro, a realidade da Nova Jerusalém, a restauração de Israel como povo da Aliança.

       Que possamos nos colocar à disposição do Senhor, com transformação de mente, a fim de que experimentemos a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Sejam bem vindos à nossa Escola VER. Visão Celestial, Edificação da Igreja e Reino dos Céus.

Aulas todas as segundas-feiras às 20Hs no nosso local de reuniões. 

Sejam bem vindos à 4ª Turma - Ano 2018 !!! 

 


RUA JOSÉ PINTO, 10 - SÃO BENTO - DUQUE DE CAXIAS - RJ