Justiça e Juízo - As bases do Trono De Deus

                                     JUSTIÇA E JUÍZO – AS BASES DO TRONO DE DEUS 

 Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade irão adiante do teu rosto”. (Sl 89:14)

      Deus nunca multiplica desordem. Desde o início de tudo, quando a terra era sem forma e vazia, houve a necessidade de se colocar ordem no caos, para que, então, todas as coisas fossem criadas. A justiça é exatamente a colocação das coisas em ordem, segundo o propósito de Deus, revelado pela sua Palavra. O Senhor Jesus nos ensina a buscar em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça. Não há agir de Deus, no meio da desordem. 

     Este deve ser um ponto interessante para pensarmos em nossas vidas. Quantas coisas estão desordenadas, quanto tempo tem se perdido “andando em círculos”, parecendo que Deus não está agindo. O fato é que o Espírito Santo nunca deixou de estar pairando querendo agir, porém há um princípio na criação que deve ser seguido por cada um de nós: O caos precisa ser dissipado pela Palavra de Deus. Não há milagre, criação, nada, sem que antes, a Palavra de Deus ache o seu lugar em um coração obediente. 

     Há muitos reivindicando progresso, mas com suas vidas em verdadeira desordem. Vivem embaraçados com negócios desse mundo; quebram princípios de relacionamentos familiares; agem mal com dinheiro; não são confiáveis. Um verdadeiro caos. Ainda que o Espírito Santo esteja ali, pronto para agir, não age, devido ao total desalinhamento com a vontade de Deus, estabelecida pela Sua Palavra. O “Haja de Deus” precisa ser ouvido para que o Espírito Santo possa agir de maneira poderosa, de maneira que um ambiente de justiça seja estabelecido. As bases do trono de Deus passam a ser vistas nas nossas vidas. O mundo está sem forma e vazio, e o Pai, através dos seus filhos, cria um ambiente de justiça, a fim de que os pensamentos do Senhor sejam conhecidos e o caos seja transformado. A nossa justiça não é mais uma série de atributos, mas uma pessoa: Yeshua! Ter Cristo é obrigatoriamente andar em justiça. 

     O juízo anda ao lado da justiça. Não é o ato de condenar os demais à destruição, mas, estabelecer um modelo para que Deus possa alcançar os perdidos. Aqueles que ainda não conhecem o Senhor precisam ver em nós algo diferente. Eles mesmos, terão em si próprio o estabelecimento do juízo. Eles verão que há um povo diferente vivendo sobre a face da Terra. A justiça estabelece o juízo.

     Como definiríamos tristeza, se não soubéssemos o que é alegria? Como se entenderia incredulidade sem o contraste da fé? Estamos aqui com um propósito: manifestar o reino de Deus, através da justiça a outros que Deus igualmente ama. Se falhamos em manifestar justiça, como pode vir o juízo?

     A Bíblia fala que pela fé “Nóe condenou o mundo” (Hb 11:7). Um justo estabeleceu o modelo, e a partir desse modelo, outros poderiam seguir a vontade de Deus. Tomaram a escolha errada, não porque não havia justiça. Não pode haver juízo sem justiça.

     Jesus Cristo é o modelo de justiça. Aqueles que estão em Cristo devem estabelecer, igualmente, a vida de Cristo em si, e manifestar ao mundo essa realidade de justiça. Somos os filhos de Deus, os quais toda criatura anseia pela manifestação da glória que habita em nós. Que possamos entender o nosso propósito glorioso e arrumarmos aquilo que está desordenado, com a submissão à Palavra de Deus. Deus nos abençoe.

 

Pr Marcos Reis